quinta-feira, abril 15, 2021
Home Ciência Índia pede que WhatsApp cancele atualização de política de privacidade

Índia pede que WhatsApp cancele atualização de política de privacidade

G1

O governo da Índia solicitou que o WhatsApp cancele a nova política de privacidade, prevista para entrar em vigor em 15 de maio.

A mudança nos termos passou a ser comunicada no início de 2021 e prevê o compartilhamento de novos dados com o Facebook, dono do app. Segundo o app, as novidades valem somente para conversas com empresas.

O Ministério da Tecnologia da Informação da Índia enviou uma carta para o presidente-executivo do WhatsApp, Will Cathcart, afirmando que a nova política causou “graves preocupações em relação à escolha e autonomia dos cidadãos indianos” e pede o recuo da nova política, segundo a agência de notícias indiana PTI.

“Quaisquer alterações unilaterais nos termos de serviço e privacidade do WhatsApp não seriam justas e aceitáveis”, diz a carta.

Os usuários do aplicativo não têm opção de não compartilhar informações entre as empresas do Facebook.

O ministério também enviou uma série de perguntas para entender mais sobre a coleta de dados e questionou o WhatsApp sobre o tratamento diferenciado dado a usuários na União Europeia, que podem optar pelo compartilhamento de dados.

No bloco europeu, o WhatsApp precisa seguir um conjunto de regras diferente do restante do mundo, por causa da lei de proteção de dados local.

O anúncio de alterações na política de privacidade gerou desconfiança entre usuários – aplicativos concorrentes como o Telegram e o Signal foram baixados milhões de vezes desde que a notificação surgiu para usuários do WhatsApp.

Na última sexta-feira (15), o aplicativo adiou o início dos novos termos. Inicialmente, eles valeriam a partir do dia 8 de fevereiro, mas o WhatsApp afirmou que as novidades só vão ter efeito em 15 de maio.

Segundo o app, a data mudou para que as pessoas “tenham mais tempo de entender a política”.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments