sábado, abril 10, 2021
Home Destaque Dr Luiz Fernando propõe projeto onde representantes do Conselho Municipal de Saúde...

Dr Luiz Fernando propõe projeto onde representantes do Conselho Municipal de Saúde devem ser eleitos

O vereador Dr. Luiz Fernando (Republicanos) propôs um projeto de lei que altera a Lei Complementar Nº 094 de julho de 2003 onde o próprio secretário de Saúde assume a presidência do Conselho Municipal de Saúde, órgão fiscalizador da saúde, quem é que fiscaliza todas as ações. Desta forma, o representante do conselho não é escolhido democraticamente o que acaba interferindo na fiscalização.

Agora, o vereador sugere que o presidente e vice do Conselho Municipal de Saúde sejam eleitos pelos membros do conselho, onde veta a representação do presidente e vice como sendo os representantes do governo municipal em razão do princípio da segregação das funções de execução e fiscalização da Administração Municipal.

O vereador cita no documento que o Conselho há anos tem reivindicado a alteração na Lei Complementar nº 094/2003, tendo sido prevista em várias conferências realizadas pelo Conselho e pela Secretária Municipal de Saúde, inclusive na 9ª Conferência Municipal de Saúde do município de Cuiabá, que fora realizada de 13 a 15 de julho de 2011.

“O Projeto de Lei vem de encontro com a necessidade e anseio do povo, aqui representado pelos membros do Conselho Municipal de Saúde, desta feita a aprovação do Projeto de Lei, consolida o preceito constitucional, salientando que os legisladores desta casa recebem do povo através do voto, procuração para defender os interesses da coletividade”, diz trecho do documento.

O Conselho Municipal de Saúde está ligado ao Conselho Nacional de Saúde, portanto deve seguir as diretrizes e orientações emanadas pelo Conselho superior. Nesse sentido a resolução nº 453 de 10 de maio de 2012, editada pelo Conselho Nacional de Saúde, estabelece que o Conselho de Saúde será composto por representantes de entidades, instituições e movimentos representativos de usuários, de entidades representativas de trabalhadores da área da saúde, sendo do governo e de entidades representativas de prestadores de serviços de saúde, sendo o seu presidente eleito entre os membros do Conselho, em reunião plenária”.

“Evidente que a Lei complementar municipal não acompanha a diretriz do conselho Nacional de Saúde, portanto merece ser alterada no que tange a escolha do presidente e vice-presidente do conselho”, diz outro trecho.

O Conselho Municipal é o órgão deliberativo, fiscalizador dos atos do gestor do SUS, neste passo fica claro que o presidente do Conselho Municipal não deve ser o Secretário Municipal de Saúde, sendo intolerável que a mesma pessoa exerça dupla função, pois são competências diferentes, ao uma cabe executar a outra cabe fiscalizar os atos executados, assim sendo a mesma pessoa a ocupar as duas funções a fiscalização se torna nula, é o controle social estabelecido em lei, sucumbe.

“O Gestor do SUS em cada esfera está obrigado a prestar contas ao Conselho de Saúde, o que ficou estabelecido pela Lei Federal 8.686/1993, assim o Conselho exerce a função de fiscalizar, por isso é formado por diversos segmentos da sociedade, pois sua função é justamente realizar o controle social, representar a população, diferente de um conselho de classe o conselho de saúde, não existe para defender interesse de uma categoria, para ser a voz da sociedade, sua função também não se restringe a analisar apenas a parte econômica, qual seja os recursos aplicados na saúde, mas também possui uma função essencial de atentar para a qualidade do serviço prestado a sociedade”, finaliza.

Rayane Alves | Assessoria de Comunicação do Vereador Dr. Luiz Fernando

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments