sábado, abril 10, 2021
Home Destaque principal Emanuel pede cassação de Abílio por "adesivaço" na Câmara

Emanuel pede cassação de Abílio por “adesivaço” na Câmara

Redação

A coligação “A Mudança Merece Continuar” encabeçada por 11 partidos: (MDB, PP,PV, PSDB ,REPUBLICANOS,PL ,PTC,PCdoB, PMB,PTB e SOLIDARIEDADE), que tem como candidato à reeleição, o prefeito Emanuel Pinheiro e vice José Roberto Stopa (PV), ingressou com uma representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com pedido de cassação da chapa do candidato a prefeito, vereador Abílio Júnior (Podemos) e seu vice, Felipe Wellaton (Cidadania). Eles realizaram um “adesivaço” no último domingo (4) em frente à Câmara Municipal de Cuiabá. Eles também pediram votos.

O ato é vedado pela Justiça Eleitoral, porque prejudica o “equilíbrio de igualdade entre os candidatos”.

“É papel de a Justiça Eleitoral resguardar o equilíbrio de igualdade dos candidatos nas eleições municipais de Cuiabá-MT, impedindo e apurando práticas de abuso do poder econômico, abuso do poder político ou de autoridade”, cita a representação. esse sentido a realização de atos de campanha em local vedado é ato que atenta à igualdade do pleito, devendo ser penalizada com multa, cassação de registro de candidatura ou até mesmo a declaração de inelegibilidade, razão pelo qual se propõem a presente Representação”, argumenta a defesa.

Além do pedido de cassação da chapa, a coligação pede ainda que seja aplicada uma multa em valor a ser estabelecido entre cinco a cem mil Unidades Fiscais de Referência (Ufir).
A coligação “A Mudança Merece Continuar” anexou fotos e vídeos do ato no processo.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments