segunda-feira, junho 14, 2021
HomeCovid-19Minha viagem estava prevista para o período da pandemia, o que fazer?

Minha viagem estava prevista para o período da pandemia, o que fazer?

Mesmo antes da OMS (Organização Mundial da Saúde) ter declarado oficialmente que estamos vivendo uma pandemia de covid-19, muitos países já haviam tomados medidas mais drásticas para contar a disseminação do coronavírus.

A principal medida adotada foi justamente limitar a circulação de pessoas. Essa ação afetou não apenas os turistas, com fechamentos de museus e diversos outros pontos turísticos, mas também quem tinha viagem marcada para visitar familiares ou amigos, e as viagens de negócios. Isso porque, dentre as medidas adotadas, estavam também fechamento de fronteiras para estrangeiros.

Neste artigo vamos dar algumas dicas do que você deve fazer caso você tenha alguma viagem programada para o período da pandemia. Vamos lá?

Viajar ou não em meio a pandemia?

Provavelmente a primeira dúvida que você deve ter é se mantém a viagem ou não. Lembre-se que todas as autoridades mundiais estão pedindo para que as pessoas evitem ao máximo aglomerações ou circular entre diferentes países. Portanto, manter a sua viagem não é a melhor decisão. Até porque os 26 países membros do Tratado de Schengen impediram o trânsito de estrangeiros entre as suas fronteiras. Isso inclui, inclusive, o transporte terrestre como entre Portugal e Espanha.

É preciso ainda somar a esta lista diversos outros fatores, como fechamento de fronteiras, proibição de circulação nas ruas, fechamento de comércio e ainda alguns países estão colocando as pessoas que chegam ao país em quarentena.

Voos cancelados

A maioria das empresas aéreas que fazem voos internacionais (sejam elas brasileiras ou estrangeiras) cancelaram praticamente todos os voos que vão para países com altas taxas de infecção. A Ryanair reduziu os voos em 80% e ainda não tem data para a normalização das atividades.

A British Airways também cancelou todos os seus voos saindo de Londres com destino a Nova York, Itália, França, Áustria, Bélgica, Alemanha e Irlanda que seriam realizados entre 16 a 28 de março. A Latam também cancelou diversos voos com destino à Europa e a American Airlines também está com 75% dos seus voos cancelados.

Portanto, antes de mais nada, é fundamental que você entre em contato com a companhia aérea para saber se o seu voo foi cancelado ou não por conta da pandemia. Com o número da reserva você conseguirá fazer essa consulta pela internet.

Caso tenha contratado um seguro viagem internacional, é importante entrar em contato com a seguradora e verificar as condições para cancelamento.

Restrições impostas pelos países

As medidas adotadas pelos países para conter a pandemia do COVID-19 foram diferentes. Alguns estão sendo mais restritivos e proibindo as pessoas de saírem nas ruas, e aplicando multas para quem descumprir a quarentena, como no caso da Itália e Espanha. A França adotou medida semelhante permitindo a saída de casa somente em determinadas situações, como passear com o pet, fazer esportes individuais, comprar artigos de primeira necessidade e para cuidados médicos.

Além dessas restrições, muitos países decidiram fechar as suas fronteiras, entretanto os níveis de restrição são diferentes para cada país. Por exemplo, a Alemanha fechou fronteira com a Áustria, Suíça e França; a Itália, França e Espanha fecharam totalmente as suas fronteiras. Até a Lituânia, que pouco se houve falar no Brasil, fechou as suas fronteiras e apenas quem é cidadão ou possui permissão de residência pode entrar no país.

Por isso, a recomendação é que você consulte diretamente os canais oficiais de comunicação do país e veja qual é a situação. Procure as informações nos sites do Ministério de Relações Exteriores (Department of Foreign Affairs) ou o Ministério da Saúde (Health Ministry) do país.

Mantenha-se informado

Quem tem acompanhado as notícias sobre a pandemia já deve ter percebido que a cada hora há algo novo, seja um país que impõe mais restrições, aumento do número de casos ou cancelamento de voos. Por isso, é fundamental que você procure informações nos sites oficiais e mantenha-se informado. Afinal de contas, a notícia de ontem pode não estar mais valendo.

Pague despesas médicas no exterior pela Remessa Online

E, para o caso de você precisar efetuar o pagamento de despesas médicas no exterior, você poderá utilizar os serviços da plataforma brasileira Remessa Online. A fintech oferece esse serviço a custos menores do que os bancos convencionais.

Continue acompanhando o blog da Remessa Online e fique por dentro de mais notícias a respeito da pandemia pelo COVID-19.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments