terça-feira, agosto 9, 2022
HomeDestaque principalTaques é multado em 50 mil

Taques é multado em 50 mil

Redação

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) condenou o ex-governador de Mato Grosso, Pedro Taques (sem partido), a pagar multa de R$ 50 mil por conduta vedada em 2018, ano que disputou a reeleição, em virtude da realização da Caravana da Transformação. Ele também teve o registro de candidatura negada, em caso de disputar a próximas eleições.

O julgamento foi concluído nesta terça-feira (8) e atende ação imposta pelo Diretório Estadual do PDT. O partido argumentou que houve promoção pessoal na distribuição gratuita de bens e benefícios na Caravana da Transformação no ano em que Pedro Taques tentou sua reeleição.

O relator do caso, juiz eleitoral Jackson Coutinho, havia votado em sessão anterior para pagamento de multa no importe de R$ 50 mil, bem como os juízes Gilberto Bussiki e Bruno D’Oliveira. Votaram contra a decisão os desembargadores Sebastião Barbosa Farias e Armando Biancardini Candia. Já Fábio Henrique Rodrigues de Moraes Fiorenza, estabeleceu uma terceira via, pelo pagamento de R$ 25 mil e também a inelegibilidade.

Na sessão de hoje, o presidente do TRE-MT, desembargador Gilberto Giraldelli, no entanto, concordou com o relator, fazendo prevalecer o pagamento de multa de R$ 50 mil e a possibilidade de inelegibilidade.

Pedro Taques sofreu a representação em razão de irregularidades na “Caravana da Transformação” – uma ação do Governo do Estado, ocorrida entre os anos de 2016 e 2018, e que oferecia atendimento oftalmológico aos habitantes de Mato Grosso, além de outros serviços públicos, por meio de uma “carreta” que visitava os municípios mato-grossenses.

Outro lado
O ex-governador Pedro Taques expressa total respeito a Decisão do TRE, e aos seus Cultos Magistrados.

No entanto, não há que se falar em inelegibilidade, ou seja, não existe proibição para se candidatar, pois até o ex governador tem direito ao devido processo legal, com os recursos judiciais que dele decorrem.

Valendo lembrar que não foi representado por roubo de recursos ou corrupção.

Está sendo julgado por ter feito três edições da Caravana da Transformação no ano de 2018, nas regiões de Cáceres, Cuiabá e Sinop, oportunidades em que mais de 23 mil pessoas passaram por atendimento médico.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments