quarta-feira, abril 14, 2021
Home Destaque Unidades de saúde mantém medidas de biossegurança para proteger profissionais e usuários...

Unidades de saúde mantém medidas de biossegurança para proteger profissionais e usuários do SUS

Quando a pandemia de Covid-19 chegou em Cuiabá, em março de 2020, a população foi orientada a evitar ir aos hospitais e demais unidades de saúde e somente irem em caso de extrema necessidade, por conta do risco de contaminação pelo novo coronavírus, o que acabou afugentando muita gente desses locais, gerando até mesmo baixa nas metas das campanhas de vacinação, por exemplo.

Desde o início da pandemia, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) implantou em toda a sua rede protocolos de biossegurança para assegurar a prevenção a todos os profissionais da saúde e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Em todas as unidades – de atenção primária, secundária e terciária – os profissionais recebem equipamentos de proteção individual (EPI’s), como luvas, máscaras, macacões, toucas, principalmente aqueles que atendem pacientes que chegam com sintomas de Covid-19.

Nas unidades básicas de saúde, é feito o controle de acesso para que esses pacientes sintomáticos aguardem do lado de fora, em locais arejados, com área coberta e assentos. Os locais contam com demarcações nas cadeiras e no chão para sinalizar o distanciamento social e, assim, evitar aglomerações.
Coordenadora da atenção primária da SMS, Jacqueline Miliosi lembra que atendimentos eletivos haviam sido suspensos no início da pandemia e, aos poucos, foram sendo retomados, porém, com alguns cuidados, como consultas com hora marcada para que os pacientes passem o mínimo de tempo possível no local. Após todas as adequações visando a segurança de todos, a coordenadora acredita que o fluxo das unidades voltou ao normal com o passar do tempo. “Em relação a ida para as unidades, eu acredito que desmistificou um pouco porque o movimento está bem grande em todas as unidades, as pessoas estão procurando as unidades sim. Agora as pessoas estão mais tranquilas para irem as unidades procurar ajuda”, afirma Jacqueline Miliosi.

UPA’s e policlínicas

Nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e policlínicas, o diretor da atenção secundária da SMS, Rubens Dias da Silva, afirma que está sendo seguido o plano de tomada de decisão com relação à Covid-19, que inclui ações como: manutenção da UPA Verdão como referência para casos moderados da doença; sinalização das cadeiras e pisos visando manter o distanciamento social; equipe multiprofissional vem sendo orientada e capacitada com relação ao manejo dos equipamentos de proteção individual (EPI) tanto para sua proteção quanto para os usuários;  unidades contam com um profissional responsável pela regulação, a fim de agilizar as transferências dos pacientes.

Hospitais

Na atenção terciária à saúde de Cuiabá, a Prefeitura de Cuiabá manteve o antigo Pronto Socorro como Hospital Referência à Covid-19 e também disponibiliza 40 leitos de UTI exclusivos para casos da doença no Hospital São Benedito, onde as visitas estão proibidas para evitar o contágio pelo coronavírus.
O diretor-geral da Empresa Cuiabana De Saúde Pública, que administra o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) – Leony Palma de Arruda e o Hospital São Benedito, afirma que é feita a desinfecção periódica dessas unidades, todos os funcionários trabalham paramentados com EPI’s, é disponibilizado álcool 70% em todos os setores, além de uma série de cuidados que têm evitado que pacientes e acompanhantes do HMC sejam infectados e a unidade possa servir exclusivamente para casos não Covid-19.
“Os pacientes que têm sintomas são testados antes de entrar no hospital. Não tem como testar todo mundo até porque o teste rápido não é eficaz, não dá para ter certeza, por isso, não precisa testar todos. Mas os que têm sintomas característicos são testados antes de entrar porque senão infecta os outros pacientes. Se as características forem muito suspeitas, a gente nem pode receber, vai para o Hospital Referência e é atendido lá. Se estiver dentro do hospital e apresenta os sintomas depois, é transferido de imediato para Hospital Referência ou São Benedito”, explica.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments