quarta-feira, junho 16, 2021
HomeCiênciaEnfermeiros empreendem na pandemia e driblam a crise

Enfermeiros empreendem na pandemia e driblam a crise

Em pouco mais de um ano, tão castigado por perdas econômicas provocadas pela pandemia da covid-19, seria natural não esperar balanço positivo na estrutura de uma empresa.

Mas, contrariando a expectativa, houve uma parte da classe empreendedora que enxergou oportunidade no período e resolveu inovar com determinação e criatividade.

É, o caso do casal de enfermeiros Hérika Caroline Trindade Gonçalves Leal e Jefferson Araújo Leal que no momento crucial da pandemia ampliou os serviços oferecidos pela Nutrienfe.

A empresa que foi fundada há 10 anos por Jefferson ainda quando solteiro oferecia serviços de enfermagem domiciliar, cuidador de idosos, fisioterapia e ainda indicação de nutrição e psicologia caso necessário. Poucos anos depois, Jefferson conheceu Hérika na igreja e depois descobriram em um curso que os dois eram enfermeiros e depois disso a relação entre os dois iniciou até firmar o casamento em abril de 2015.

Atualmente eles têm dois filhos para manter, além da casa e funcionários. Por isso, houve necessidade de se reinventar e não perder espaço no mercado de trabalho.

Na pandemia, com a situação apertada para todos os lados e altos índices de desemprego, os empresários tiveram uma excelente ideia e passaram a vender os principais produtos da biossegurança que o Ministério da Saúde recomenda e estava em falta no mercado.

Dentre eles, a máscara, luva, álcool em gel. Por último, a marca passou a ser ainda conhecida e começou a vender respirador e monitor.

“Nos tornamos referência nos produtos em um momento que havia falta no mercado e nós estávamos conseguindo atender toda a demanda. E, além disso mantivemos todos os nossos atendimentos com qualidade e boa segurança para nossos pacientes”, disse Hérika.

A Nutrienfe nasceu quando Jefferson cursava o quinto semestre da faculdade de Enfermagem e se identificou com o público idoso e passou a oferecer serviços especializados na companhia de outros amigos.

Os tratamentos e atendimentos são de acordo com necessidade de cada paciente e individualidade.

“O paciente não tem vínculo empregatício com o cuidador e quem vai atendê-lo. Somente a empresa que faz o contrato com a família. O serviço é contratado e disponibilizado por 24h caso seja recomendado”, falou.

Normalmente, pacientes com Alzheimer, debilitados, idosos, doenças secundárias e fraturas são as mais procuradas, além de babás.

“O público é amplo e nós procuramos atender da melhor maneira possível dentro de nossas especialidades”, falou.

Quem tiver interesse em contratar os serviços batas entrar em contato pelo link https://www.instagram.com/nutrienfe/ ou pelo telefone (65) 99252-7249.

Prefeituras do interior que também tiver necessidade de contratar essas especialidades, a Nutrienfe também está apta para participar de Licitações.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments