sábado, maio 21, 2022
HomeCovid-19Mauro Mendes, Emanuel Pinheiro e Mauro Carvalho lamentam falecimento de Tampinha

Mauro Mendes, Emanuel Pinheiro e Mauro Carvalho lamentam falecimento de Tampinha

Isabela Mercuri

Políticos de Mato Grosso lamentaram o falecimento do médico e ex-deputado federal José Augusto Curvo, o Tampinha, na última quinta-feira (20). Por meio das assessorias de imprensa, o governador Mauro Mendes, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro e o secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho prestaram suas condolências.

“A dor e o sofrimento pela perda de um ente querido é imensurável. Que Deus conceda a força necessária nesse momento para toda a família”, lamentaram Mauro Mendes e a primeira-dama Virgínia Mendes.

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, destacou o trabalho profissional e a carreira política da Tampinha. “Foi um médico dedicado e atencioso com seus pacientes, profissional que vai deixar um legado para as futuras gerações. Como político, buscou melhorar a saúde para os mato-grossenses. Sempre paciente e educado, vai deixar saudades. Rezo para que Deus conforte os corações dos familiares e amigos”, disse.

Já o prefeito Emanuel lembrou a amizade com o médico. “É com muita tristeza que recebo a notícia sobre a morte do meu grande amigo, o Tampinha. Homem íntegro, que fez muito pela nossa Capital e Estado, que ajudou milhares de pessoas no exerício de sua profissão, na defesa dos que mais necessitavam. Fica aqui o meu pesar e da primeira-dama, Marcia Pinheiro, a todos os familiares. Que Deus possa confortar a todos”, lamentou o gestor.

Trajetória

Tampinha iniciou a carreira política em 1986, quando foi nomeado secretário de Saúde de Mato Grosso e permaneceu no cargo até 1987. Foi eleito vereador por Cuiabá em 1988 e deputado federal em 1990. Concorreu novamente à Câmara em 1994 e à Assembleia Legislativa em 2002, mas não teve êxito.

Em 2014, voltou a disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados pelo PDT, chegando a ser primeiro suplente. Entre 20 de janeiro a 22 de dezembro de 2016, exerceu o mandato de deputado federal, ocupando a vaga de Ezequiel Fonseca, e permaneceu no cargo até 22 de dezembro de 2016.

Atuou também como diretor, Hospital Geral de Cuiabá, Diretor, Hospital Jardim Cuiabá, e foi  presidente da Associação Médica – 1986 – 1988;  e presidente da União de Vereadores – 1989 – 1990.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments