sexta-feira, abril 16, 2021
Home Cotidiano Técnica Russa ajuda no combate e no tratamento de sequelas deixadas pela...

Técnica Russa ajuda no combate e no tratamento de sequelas deixadas pela covid-19

Uma técnica Russa despertou interesse nos profissionais de saúde e tem chamado atenção inclusive de pacientes que apresentam no organismo patologias. É a famosa técnica Ilib, originada na Rússia, que nada mais é do que a Irradiação de Luz Laser sobre o sangue. Em outra linguagem é também conhecida como irradiação contínua do laser terapêutico vermelho ou infravermelho na região da artéria radial.

A fisioterapeuta pélvica, Aline Bragança, é uma incentivadora da realização do procedimento em Cuiabá. Ela explica que a terapia estimula as atividades do sistema circulatório, libido, enzimas antioxidantes e do coração e pulmão. Por isso, que muitos pacientes procuram a técnica como uma forma de prevenção e também para aumentar a imunidade para não pegar o coronavírus ou se pegar ter sintomas mais leves, ou até mesmo para tratar as sequelas deixadas pela doença no organismo.

A terapia acontece através de uma pulseira que é fixada no pulso do paciente. Assim, o profissional dispara o raio laser na pulseira e então o raio percorre por toda corrente sanguínea. De imediato, Aline afirma que o paciente apresenta melhora em seu quadro de saúde, já que no momento da sessão, a terapia provoca uma série de efeitos no organismo e possui duração prolongada no metabolismo.

“O laser combate a dor, ajuda na cicatrização da pele, favorece a melhora na capacidade hemorreológica das hemácias, interferindo na cascata do ácido araquidônico (que têm efeito inflamatório). A laserterapia também induz à produção de prostaciclinas, que facilitam o fluir do sangue. Portanto, o aparelho ajuda também em problemas vasculares”, disse.

Já na estética, a terapia auxilia no rejuvenescimento da pele e no tratamento de queda de cabelo.

“Na estética o aparelho ajuda na formação de fibras colágenas na pele e permite sua ativação. Por isso, que muitos profissionais usam no tratamento de cicatrizes, manchas de pele e rugas. Também é importante deixar claro que somente fisioterapeutas, médicos e dentistas podem usar essa técnica”, pontuou.

Sessões
A fisioterapeuta explica que pessoas com doenças autoimunes precisam de 10 sessões de 30 minutos por 10 dias seguidos ou alternados. Com manutenção a cada 30,60 ou 90 dias dependendo de cada condição sistêmica.

No caso dos pacientes com doenças cardiovasculares/ pulmonares/ diabetes são indicadas cinco sessões de 60 minutos por cinco dias consecutivos ou alternados, com descanso de 20 dias e repetir o ciclo por três vezes. Com manutenção a cada 30,60 ou 90 dias, dependendo de sua condição sistêmica.

Alguns dos benefícios:
Ajuda no emagrecimento
Trata queda de cabelo
Rejuvenesce a pele (rugas)
Tira mancha de pele
Ajuda em problemas vasculares
Cicatrizes de acne
Queimaduras
Cicatrização da pele
Pós-operatório cirúrgico
Dor em geral
Cólicas
Melhora da imunidade
Melhora vascular
Fibromialgia
Ronco
Disfagia
Motricidade orofacial
Insônia e ansiedade
Doenças crônicas

Contraindicações
Pacientes Portadores de:
– Fotossensibilidade
– Arritmias Complexas e Insuficiência Cardíaca
– Neoplasias Hematologicas (tumores dos tecidos hematopoéiticos e linfóides)
– Gravidez
– Glaucoma não controlado
– Se a área a ser aplicada tiver tatuagem

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments