Governador Mauro Mendes defende filho de acusações na Operação Hermes II

0
52

Em meio às investigações da Operação Hermes II, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União), refutou as acusações contra seu filho, Luis Antônio Taveira Mendes, envolvendo o comércio ilegal de mercúrio. Luis Antônio, anteriormente diretor da empresa Kin Mineração Ltda e sócio da Mineração Aricá Ltda, ambas investigadas na operação, foi incluído na lista de suspeitos pela Polícia Federal.

Mauro Mendes enfatizou em entrevista à imprensa que considera um grande equívoco da Polícia Federal a inclusão de seu filho na operação, afirmando que Luis Antônio não é mais administrador das empresas em questão. O governador manifestou sua convicção na inocência de seu filho, declarando que a verdade prevalecerá e que não teme as acusações.

A Operação Hermes II, deflagrada em 8 de novembro pela Polícia Federal e o IBAMA, tem como objetivo reprimir crimes ambientais, focando especialmente no comércio ilegal de mercúrio, usado na extração de ouro em Mato Grosso e Pará. A inclusão do filho do governador nesta operação gerou controvérsia, especialmente após Mauro Mendes alegar que o caso tem indícios de armação.

Mendes relembrou casos anteriores envolvendo suas empresas, como a Operação Ararath, afirmando que, apesar de longas investigações, nunca foram encontradas provas de ilicitudes. Ele ressaltou que enfrenta tais desafios com paciência e tranquilidade, confiante na legalidade de suas ações e das empresas de sua família.

Peter Prestes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui