sexta-feira, abril 16, 2021
Home Opinião Um momento não substitui o outro

Um momento não substitui o outro

WILSON FUÁH

A vida é formada de ciclos e momentos que necessariamente vão passando, portas se fecham e se abrem, capítulos vão terminando outros iniciando, por isso devemos deixar no passado e não espere que vida devolva algo que você perdeu, não espere que as pessoas momentos da vida que já se acabaram, mas para que o tempo presente, posso inserir novos capítulos na nossa história de vida, é necessário que as experiências fiquem somente lá nos nossos arquivos mentais.

Não temos o poder de estar ao mesmo tempo no passado e no futuro, pois um momento não substitui reconheçam seu esforço, que descubram que você é um gênio ou anjo, e entenda que ninguém ficará na fila da vida, a esperar pela sua amizade ou pelo seu amor.

Cada pessoa é um universo diferente, e cada um tem o seu modo de vida; existem várias pessoas que gostam de ser carrascos de si mesmas, talvez pela sua hipersensibilidade, por isso, sofrem pelos outros e vivem pensando no fim, e são adeptos de velórios antes mesmo do fato ser consumado, sofrem por antecipação, são pessoas que vivem mergulhadas no passado e vivendo constantemente com o sentimento de culpa, basta um pequeno problemas para ter um eco ensurdecedor dentro delas, mas essas pessoas são muito boas e atenciosas para com os outros e péssima para consigo mesma.

Antes de começar uma nova história temos que terminar a anterior, saber virar as páginas e seguir adiante sem olhar para trás, não queira entender a lógica da vida ante de vivê-la, não fique parado esperando explicações pelas despedidas ou por uma relação que terminou, ou por uma amizade que desapareceu, ou por um amor que parecia ser infinito, mas acabou, aumente a sua visão de futuro, e creia da sua própria evolução.

Devemos estar preparado para um choque de realidade e buscar novos saltos para as novas descobertas, pois a vida é apenas um lapso de tempo, e se insistirmos em viver alimentando os nossos momentos com entraves do passado perdido, podemos desperdiçar a alegria natural de novas conquistas e as oportunidades serão usadas apenas pelos os outros, pois o tempo não tem compromisso com os retardatários e a brevidade da vida faz com que devamos buscar mais sabedoria, e especializarmos naquilo que desejamos alcançar, e com muito trabalho e mantendo o foco em pelo menos em um objetivo, estaremos dando um sentido proveitoso e mais enriquecedor para a nossa existência e história de vida.

 

Wilson Carlos Soares Fuáh é especialista em Recursos Humanos, Administração Financeira e Relações Sociais e Políticas.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments