sexta-feira, agosto 19, 2022
HomePolítica“O Bolsonaro reagiu à provocação; a resposta não foi a repórter”

“O Bolsonaro reagiu à provocação; a resposta não foi a repórter”

MidiaNews

Vice-líder do Governo na Câmara, o deputado federal José Medeiros (Podemos) justificou a resposta dada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no último domingo (23), a um repórter do jornal O Globo, que teve repercussão internacional.

Na ocasião, ao ser questionado sobre depósitos feitos pelo policial militar aposentado e ex-assessor Fabrício Queiroz na conta bancária da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente disse ter vontade “de encher tua boca com uma porrada”.

Segundo Medeiros, a resposta de Bolsonaro não foi direcionada ao jornalista, mas sim a uma pessoa que estava no local e que teria feito uma provocação.

“Se você ouvir o áudio, alguém fala que vai visitar a Laurinha [filha de Bolsonaro] na prisão, alguma coisa assim. E ele fala para esse cara. E, aí, ficou como se fosse para o repórter, já que a reportagem do Globo tinha feito a pergunta. Todo mundo ficou achando que foi pro repórter”, disse o deputado.

“É o jeito dele, responde na lata. É o padrão Bolsonaro. No meio da multidão ali, o cara provoca, fala da Laurinha, aí mexeu com o instinto do pai e ele soltou essa na hora. Cada um reage de um jeito quando se fala de filho, quando agride família”, emendou.

As declarações foram dadas na manhã desta segunda-feira (24), em entrevista à Rádio Jovem Pan.

Apesar da defesa do deputado, no áudio relativo ao episódio ocorrido na tarde de ontem é possível escutar uma pessoa dizendo: “vamos visitar nossa feirinha da Catedral ali” e não “Laurinha”, como sugeriu Medeiros.

Ainda durante a entrevista, Medeiros disse que já era de se esperar que o Grupo Globo iria “fazer barulho” em torno do ocorrido.

“Não vou nem trabalhar com a hipótese do [jornal] Globo. Acho que a Globo vai explorar isso aí, mas eu ouvi claramente o áudio e não foi pra ele [repórter]. Agora também não era de duvidar que a Globo fosse fazer esse barulho, porque ali é uma beligerância terrível”, disse.

Questionado se não cabe ao presidente dar explicações sobre os cheques depositados na conta da primeira-dama, Medeiros resumiu: “Ele não se furta de tratar desse assunto. Já entrou no tema em outros momentos, provavelmente, entrará de novo”.

Cheques

De acordo com a Revista Crusoé, Fabrício Queiroz depositou 21 cheques na conta de Michelle de 2011 a 2016, no total de R$ 72 mil.

De outubro de 2011 a abril de 2013, o ex-assessor repassou R$ 36 mil à primeira-dama, em 12 cheques de R$ 3.000. Depois, de abril a dezembro de 2016, Queiroz depositou mais R$ 36 mil em nove cheques de R$ 4.000.

A reportagem também apurou que a mulher de Queiroz, Márcia Aguiar, repassou para Michelle R$ 17 mil de janeiro a junho de 2011. Foram cinco cheques de R$ 3.000 e um de R$ 2.000.

Assim, no total, Queiroz e Márcia depositaram R$ 89 mil para primeira-dama de 2011 a 2016, em um total de 27 movimentações.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments