sábado, abril 10, 2021
Home Covid-19 Emanuel determina ‘lockdown’ na Prefeitura de Cuiabá e pede desconto do próprio...

Emanuel determina ‘lockdown’ na Prefeitura de Cuiabá e pede desconto do próprio salário por 10 dias

Por Esportes e Notícias

Com o novo decreto anunciado nesta terça-feira (30) para cumprir com a decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) que impôs quarentena obrigatória por 10 dias, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), também determinou ‘lockdown’ nos serviços da Prefeitura da capital pelo mesmo período.

Nestes 10 dias de ‘lockdown’ do serviço público, os servidores da Prefeitura de Cuiabá irão desenvolver as atividades home office (tele trabalho), exceto serviços essenciais como coleta de lixo e limpeza urbana, por exemplo.

Emanuel Pinheiro também pediu para que seja descontado do seu salário estes 10 dias que vai trabalhar home office.

“Determinei no decreto a suspensão de todas as atividades presenciais da Prefeitura de Cuiabá e neste período, que estou chamando de lockdown no serviço público e peço que seja descontado do meu salário e que seja destinado para a utilização de projetos em andamento ou a serem criados para combater a Covid-19 nas áreas de saúde ou assistência social. Peço ao meu amigo vice-prefeito José Roberto Stopa, aos secretários ou cargos comissionados, que puderem, que autorizem o desconto de 10 dias no home office”, disse o prefeito.

No artigo 21 do capítulo V do decreto que entra em vigor nesta quarta-feira (31) e tem duração até o dia 9 de abril, “fica autorizada a realização de desconto no subsídio do Chefe do Poder Executivo Municipal, no valor correspondente ao período de vigência do presente decreto, sendo que os valores serão destinados em forma de doação, para utilização nos projetos em andamento ou a serem criados cujo objeto seja o combate ao Covid-19. Recomenda-se aos demais agentes políticos municipais a realização de ação similar à prevista no caput do presente artigo”.

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments