Crime do Brigadeirão: Namorado de “Cigana” Revela Detalhes do Assassinato Premeditado

0
19

Após duas semanas de investigação, a Polícia do Rio de Janeiro confirmou que a psicóloga Júlia Pimenta assassinou o namorado, Luiz Marcelo Ormond, com um brigadeirão envenenado. Exames indicaram a presença de morfina e outras substâncias no corpo da vítima, comprovando a premeditação do crime.

Provas e Testemunhos

A mentora do crime, segundo a polícia, foi a influenciadora Suyany Breschak, conhecida como “Cigana Esmeralda”, que possui mais de 8 milhões de seguidores nas redes sociais. Em depoimento ao programa Fantástico, o namorado de Suyany revelou ter visto as duas moendo os remédios que foram misturados ao doce.

Dinâmica do Crime

O crime ocorreu em maio de 2023, quando Luiz Marcelo foi envenenado por Júlia com um brigadeirão. Após o assassinato, Júlia manteve a rotina, inclusive frequentando a academia, enquanto o corpo permanecia no apartamento da vítima na Zona Norte do Rio. Três dias depois, ela se dirigiu à Região dos Lagos com o carro de Luiz Marcelo, que foi entregue a Suyany como parte do pagamento de uma dívida de R$ 600 mil por serviços espirituais.

Investigação e Tecnologia

O avanço nas investigações foi possibilitado por uma nova máquina do Instituto Médico Legal, que identificou as substâncias no corpo de Luiz Marcelo. A polícia também divulgou vídeos inéditos do depoimento de Suyany, onde ela revelou detalhes do plano.

Motivações Financeiras

Segundo a polícia, o crime foi motivado por questões financeiras. Júlia e Suyany pretendiam se apossar dos bens de Luiz Marcelo, um proprietário de imóveis no Rio de Janeiro. A influenciadora e a psicóloga elaboraram uma série de mentiras para justificar a ausência de Júlia, que se mudou para a casa da vítima um mês antes do assassinato.

Suyany foi presa e Júlia se entregou à polícia, preferindo permanecer em silêncio. O advogado de Suyany argumentou que não havia motivação para o homicídio além de interesses financeiros, enquanto a defesa de Júlia está analisando os documentos antes de se pronunciar. O caso chocou o Brasil e trouxe à tona a complexidade e a frieza envolvidas em crimes premeditados. A polícia continua a investigar todos os envolvidos, garantindo que a justiça seja feita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui