ONU Aprova Resolução de Cessar-Fogo entre Israel e Hamas

0
17

O Conselho de Segurança da ONU aprovou nesta segunda-feira (10) uma resolução de cessar-fogo na guerra entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza. A resolução foi aprovada com 14 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção da Rússia.

A proposta, elaborada por Israel e apresentada pelos Estados Unidos, pressiona o Hamas a aceitar os termos do cessar-fogo. O texto exige que ambas as partes cumpram os termos “sem demora e sem condições”.

Detalhes da Resolução

A resolução prevê três fases para o cessar-fogo:

Primeira Fase

  • Cessar-fogo absoluto por seis semanas.
  • Retirada das forças israelenses das áreas densamente povoadas da Faixa de Gaza.
  • Libertação de reféns sequestrados pelo Hamas, incluindo mulheres, idosos e feridos, em troca de prisioneiros palestinos detidos por Israel.

Segundo o presidente dos EUA, Joe Biden, o acordo pode levar à libertação dos reféns remanescentes e ao fim da guerra, iniciada em 7 de outubro de 2023. Até agora, mais de 37 mil palestinos morreram, de acordo com o Ministério da Saúde de Gaza.

Segunda Fase

  • Libertação dos demais reféns, incluindo homens e soldados, em troca de prisioneiros palestinos detidos por Israel.
  • Retirada total das tropas israelenses da Faixa de Gaza.

Terceira Fase

  • Início da reconstrução de Gaza, devastada pela guerra.

Durante as seis semanas de cessar-fogo, 600 caminhões de assistência humanitária serão permitidos diariamente em Gaza.

Pressão Internacional

A embaixadora dos EUA na ONU, Linda Thomas-Greenfield, afirmou que Israel já aceitou a resolução e que o cessar-fogo depende agora da aceitação do Hamas. “Os combates poderiam parar hoje se o Hamas aceitar o acordo”, disse ela.

O Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, também pediu aos líderes do Oriente Médio que pressionem o Hamas a aceitar o cessar-fogo.

Reações

O Hamas afirmou estar pronto para cooperar com os mediadores para implementar os princípios do acordo. O Egito e a Autoridade Palestina também saudaram a aprovação da resolução.

Desafios para o Cumprimento

Historicamente, resoluções do Conselho de Segurança da ONU muitas vezes não são cumpridas. Em março, uma resolução semelhante de cessar-fogo foi ignorada por ambas as partes. Sylvia Steiner, ex-juíza do Tribunal de Haia, explicou que, embora as resoluções sejam juridicamente vinculativas, faltam mecanismos eficazes para garantir sua implementação.

Os EUA, principais aliados de Israel, vetaram três acordos de cessar-fogo na ONU recentemente.

Contexto da Guerra

Desde o ataque do Hamas em 7 de outubro e a resposta israelense, o Conselho de Segurança tem lutado para se expressar de forma unida sobre o conflito. Depois de duas resoluções focadas na ajuda humanitária, finalmente exigiu um “cessar-fogo imediato” no final de março, com a abstenção dos EUA.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui